Portais da Cidade

Notcias na 25 de maro

Listando: 6 10 de 1389
Site cria detox digital e paga R$ 13,2 mil para quem ficar 24 horas desconectado

O projeto vai escolher voluntários moradores dos Estados Unidos ou Austrália para participar (Crédito: Pixabay)

Da redação

O site Reviews.org criou um desafio que é uma espécie de “detox digital”. Eles vão pagar US$ 2,4 mil (R$ 13,2 mil no câmbio de hoje, 23) para quem conseguir ficar 24 horas sem tecnologia. O projeto vai escolher voluntários moradores dos Estados Unidos ou Austrália para participar.

As inscrições estão abertas no site até o dia 26 de março de 2021. É necessário ser maior de 18 anos e residir em um dos dois países. Os selecionados serão divulgados em um vídeo no canal do YouTube da organização até 29 de março.

+ Tecnologias assistivas para pessoas com deficiência têm boom nos últimos anos

Para cumprir o desafio, a pessoa deve se desconectar completamente, exceto em casos de emergência. Isso significa deixar de lado por um dia inteiro o uso de celular, TV, consoles, computadores, relógios inteligentes e dispositivos domésticos conectados via Internet das Coisas.

Todos os dispositivos deverão ser armazenados em um cofre enviado pelos organizadores do projeto. Os selecionados terão 14 dias para escolher qual será a data do desafio, organizando os horários para não perder aulas ou serviço, por exemplo.

A pessoa terá ainda que enviar provas da ausência de tempo de tela, com softwares de detecção de uso instalados nos dispositivos. Além do prêmio em dinheiro, a pessoa ganha um cartão-presente da Amazon de US$ 200 (R$ 1,1 mil) para fazer um “kit sem tecnologia” com jogos de tabuleiro e livros físicos.

(Fonte: istoedinheiro) - 24/03/2021
Trader lista nova geração de criptos que estão prestes a explodir

O trader Tyler Swope comentou sobre uma nova geração de criptomoedas que estão rapidamente chamando a atenção de grandes investidores e está pronta para explodir.

Em um novo episódio do Chico Crypto, Swope falou para os seus 197.000 inscritos do YouTube que está olhando para os NFTs (tokens não fungíveis), assim como o investidor Shark Tank, Mark Cuban, e a lenda do “Big Short”, Dr. Michael Burry, veem potencial no setor emergente.

Os NFTs apresentam dados de identificação em seus contratos inteligentes que tornam cada ativo único, o que significa que um NFT não pode ser substituído diretamente por outro e não há dois iguais.

A escolha preferida de Swope no espaço NFT é Rarible (RARI)
“Depois de fechar alguns investimentos da Coinbase, ele subiu nas paradas. Rarible se destacou em NFTs com um aplicativo matador, marketplace incluído e capacidade de criar NFTs no aplicativo.”, afirmou o trader.

Ele ainda continuou falando que Mark Cuban também se interessou pela ação, tornando o aplicativo um dos mais vendidos do aplicativo nos últimos 30 dias, ficando classificado em terceiro lugar do pódio.

Outra moeda no radar de Swope é o NFTX
Esta criptomoeda, na visão do trader, apresenta ser um fundo de índice apoiado por valiosos NFTs.

“Uma das razões para seu recente aumento é, obviamente, o número crescente de índices. Mas eles também tuitaram sobre trocas de ativos de NFT cruzadas que virão para o protocolo em breve, também conhecido como troca de NFTs, tokens e mais NFTs por outros tokens e NFTs. Isso cria mais liquidez no ecossistema NFT. É grande.”, comentou o investidor.

O trader está olhando para o NFT20 (MUSE) também
Swope afirma que esta cripto está à frente do NFTX, pois já permite aos usuários negociar, trocar e vender NFTs.

“Eles têm muitos pools de liquidez baseados em NFTs de todos os grandes nomes, como os populares Hashmasks.”, comentou durante o vídeo.

Swope destaca que existe um desequilíbrio entre os dois protocolos financeiros baseados em NFT, com a capitalização de mercado do NFT20 oscilando em torno de US$10 milhões em comparação com a avaliação de US$145 milhões do NFTX.

A próxima moeda na lista de Swope é Lukso (LYXE)

Um projeto de blockchain multiuso que visa desestabilizar as indústrias de moda, jogos e design também faz presença na lista do trader.

“Lukso não é apenas arte digital. Essa é apenas uma parte do projeto. É muito mais do que isso. Está pegando identidade, muitos padrões NFT e moedas culturais e juntando tudo em um só para criar a nova economia digital, uma espécie de multiverso. ”, afirmou.

O analista também destaca que Lukso está preparado para adoção convencional, já que o conselho consultivo do projeto apresenta executivos de marcas conhecidas como Nike, Chanel e Burberry.

(Fonte: Gabrieli Torres) - 16/03/2021
BIOMETRIA COLHIDA PELO TSE SERÁ USADA PELO GOVERNO

Haverá integração da base com o Gov.br, portal federal de serviços digitalizados. Dados também serão utilizados para a criação de carteira de identidade digital

O governo federal e o Tribunal Superior Eleitoral firmaram um acordo para a utilização de biometria coletada pelo TSE na Identificação Civil Nacional (ICN). Até o momento, 120 milhões de pessoas possuem cadastro biométrico em todo o país.

A cooperação técnica foi firmada pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do tribunal, ministro Luís Roberto Barroso.

Segundo o ministro Barroso, os dados cedidos ao governo só poderão ser usados mediante autorização dos titulares. “A conferência de dados, com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral, sempre terá a anuência do interessado e, portanto, não há nenhuma violação de privacidade. Tudo é feito em pleno respeito à Lei Geral de Proteção de Dados”, disse.

A ICN foi instituída pela Lei 13.444/17, que já previa o acesso pelo governo às bases de dados de biometria da Justiça Eleitoral. Será usado na criação de um Documento Nacional de Identificação (DNI). A DNI será gerada por um aplicativo gratuito para smartphone e tablet com sistemas Android e iOS, a ser distribuído pelo governo federal. A ferramenta tem o formato wallet, ou seja, poderá reunir outros documentos, tais como: CPF, CNH e Título Eleitoral.

A integração das base de dados biométricos do TSE ao Gov.br deve ser feita até 2025. Mas antes, até meados desse ano, o governo deverá elaborar um projeto de lançamento do DNI.

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA
Pelo acordo assinado, o TSE, a Secretaria-Geral da Presidência da República e o Ministério da Economia deverão especificar e implementar a prestação do serviço de conferência da Base de Dados da Identificação Civil Nacional (BDICN) junto à plataforma gov.br. Devem ainda estabelecer processo de acompanhamento e gestão da prestação de serviços que observe a capacidade operacional de conferência de dados da BDICN e a demanda desses serviços por entidades públicas ou privadas. Além disso, no processo de gestão, deverão ser estabelecidas franquias que respeitem o equilíbrio entre a prioridade de atendimento a órgãos públicos e a sustentabilidade financeira da ICN.

O acordo prevê também a gestão sobre investimentos de recursos do Fundo da Identificação Civil Nacional (FICN) em consonância com as diretrizes ditadas pelo Comitê Gestor da Identificação Civil Nacional (CGICN), entre outros. O Comitê é composto por representantes do Poder Executivo Federal, do TSE, do Senado Federal, da Câmara dos Deputados e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Para a execução das atividades, será criado um plano de trabalho, que deverá ser periodicamente revisado de forma conjunta entre os participantes do acordo. O plano deve conter metas e cronograma de atividades, bem como as atribuições dos controladores e operadores das bases de dados que serão objeto de tratamento.

Os termos do acordo de cooperação técnica podem ser . acessados aqui

(Fonte: RAFAEL BUCCO) - 16/03/2021
JBL lança fone JR310BT para crianças e promete até 30 horas de bateria

Além do JR310BT com Bluetooth 5.0, a JBL anunciou o lançamento do JR310, versão mais simples com fio

A JBL anunciou nesta terça-feira (9) novos fones da linha JBL JR para o público infantil. O JR310BT é o mais completo com Bluetooth integrado, bateria de longa duração e adesivos para personalizar o gadget. A empresa também está trazendo para o Brasil o JR310, versão com fio e mais em conta.



JBL JR310BT
Foto: Divulgação/JBL / Tecnoblog

Os dois fones chegam ao mercado para substituir os modelos antecessores (JR 300 e o JR 300BT). O JR310BT vem personalizado em duas cores (azul e vermelho) e pesa 115 gramas. Além da personalização, a autonomia do produto chama a atenção, isso porque ele tem bateria de 400 mAh que garante até 30 horas de reprodução. A empresa não informa com exatidão o tempo de recarga, mas diz que ele chega aos 100% "em menos de duas horas".

Completam as especificações Bluetooth 5.0, microfone integrado, botões de controle na concha e Safe Sound, recurso que não deixa o som superar os 85 dB. O novo JR310BT já aparece no site oficial da marca por R$ 289.

JBL JR310: opção mais acessível, mas com fio



JBL JR310 com fio
Foto: Divulgação/JBL / Tecnoblog

A JBL também anunciou o JR310, que é uma versão mais simples sem Bluetooth. Ele tem plugue de áudio de 3,5 mm, controle remoto e microfone. De acordo com a empresa, o JR310 conta com cabo plano que ajuda a evitar emaranhados. Essa versão também já está à venda no Brasil e tem preço sugerido de R$ 159.

A JBL diz que os novos produtos podem atender crianças e jovens em atividades diárias, como na rotina escolar e durante o EAD, especialmente.

(Fonte: Darlan Helder - Tecnoblog) - 04/03/2021
Mark Cuban explica a Peter Schiff por que o ouro “morrerá” como reserva de valor

Nesta terça-feira (2), o bilionário americano Mark Cuban explicou a Peter Schiff, crítico do Bitcoin, por que o ouro não tem um futuro brilhante como uma reserva de ativo de valor.

Cuban é o proprietário majoritário do time profissional de basquete Dallas Mavericks, bem como um dos “tubarões” do popular reality show “Shark Tank” (transmitido pela rede de televisão ABC).

Já Peter Schiff, que é um dos críticos mais severos do Bitcoin, é o CEO da Euro Pacific Capital, uma corretora/distribuidora registrada com serviço completo e especializado em mercados estrangeiros e valores mobiliários, e fundador e presidente da SchiffGold, um serviço completo de metais preciosos, como o ouro.

Ontem (1º), Schiff expressou sua frustração com o fato de que as empresas de Wall Street “agora defendem a compra de Bitcoin” por meio de alguns tweets.

As indagações de Schiff
“Acho interessante que as principais empresas de Wall Street, que carregaram hipotecas subprime e foram completamente cegas pela crise financeira de 2008, que teriam falido se não fosse pelos resgates do Fed, agora defendem a compra de Bitcoin para lucrar com o resgate do Fed da economia.” afirmou o CEO.

Ele ainda continuou: “Parabéns àqueles que compraram Bitcoin antes do tempo, aumentaram o preço e estão mergulhando na onda. Vocês conseguiram fazer com que Wall Street comprasse a criptomoeda.”

“Quando aprendi sobre o Bitcoin, não pensei que investidores inteligentes seriam burros o suficiente para comprar. Eu estava errado.”, finalizou.

Cuban retrucou logo em seguida
Cuban decidiu então ensinar a Schiff sobre o ouro e explicar a o por que o ouro passou de seu auge (agora que temos Bitcoin):

“Deixe-me ajudar Peter. O ouro é tão alardeado quanto a criptografia. Precisamos mesmo de jóias de ouro? O ouro pode fazer um anel para você. Já o Bitcoin/Ethereum são tecnologias que podem torná-lo um banqueiro, permitir a troca de valor sem atrito e são extensíveis a uma gama ilimitada de aplicativos de negócios e pessoais.”, afirmou.

“O que estamos vendo construído com criptografia hoje é apenas uma prova de conceito. Conforme a tecnologia continua a ficar melhor / mais barata / mais rápida, haverá novos aplicativos e talvez até mesmo algo que substitua o que hoje conhecemos como criptografia. Mas o ouro nunca mudará. É por isso que morrerá como um SOV.” continuou Cuban.

(Fonte: by Gabrieli Torres) - 04/03/2021
Listando: 10 de 1389

Anuncie

Sobre o Portal da 25 de Março

O Portal da 25 de Março foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Santa Ifigênia no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área doméstica em geral.